Pular para o conteúdo

Dolomitas na Itália: O que são, onde ficam e o que fazer por lá!

Avalie

No artigo de hoje, iremos conhecer um incrível destino, descubra tudo o que você precisa saber sobre a maravilhosa Dolomitas na Itália.

As Dolomitas, uma cadeia de montanhas espetacularmente bela situada no norte da Itália, são um verdadeiro paraíso para os amantes da natureza e dos esportes ao ar livre. Com suas impressionantes formações rochosas, vales verdejantes e picos majestosos, as Dolomitas oferecem uma experiência única e inesquecível para aqueles que as visitam.

Neste texto, exploraremos a história, a geografia e as maravilhas naturais das Dolomitas, mergulhando na riqueza cultural e nas atividades emocionantes que essa região extraordinária tem a oferecer. Prepare-se para se encantar com a beleza das Dolomitas e descobrir por que este destino é verdadeiramente imperdível para os viajantes que buscam aventura, beleza e tranquilidade.

O QUE SÃO E ONDE FICAM AS DOLOMITAS NA ITÁLIA

Conheça Dolomitas na Itália
Conheça Dolomitas na Itália Foto: Pinterest

As Dolomitas são uma cadeia de montanhas nos Alpes Italianos, conhecidas pela sua composição predominantemente de rochas dolomíticas. Essas rochas, de cor branca, dão aos picos das montanhas uma tonalidade pálida que varia conforme a luz solar.

A região das Dolomitas foi, há centenas de milhares de anos, o fundo do mar, e evidências como conchas já foram encontradas lá. Com o movimento das placas tectônicas, essas formações submarinas foram erguidas para formar os picos espetaculares que hoje encantam visitantes de todo o mundo, tornando-a uma das mais belas cadeias de montanhas do planeta.

Localizadas nas províncias italianas de Bolzano, Trento, Belluno, Udine e Pordenone, as Dolomitas têm sua porção mais importante entre Bolzano e Belluno. É interessante notar que a região é bilíngue, com a presença do italiano e do alemão nos nomes dos lugares, uma vez que até cerca de um século atrás, este território fazia parte da Áustria. O alemão ainda é mais falado do que o italiano na província de Bolzano, mantendo viva essa herança cultural e linguística.

MELHOR ÉPOCA PARA CONHECER AS DOLOMITAS

Para aproveitar ao máximo as Dolomitas, na Itália, é importante escolher a época certa para visitar, de acordo com as suas preferências e interesses. Veja as características de cada estação:

Inverno nas Dolomitas:

Nos meses mais frios, as montanhas ficam cobertas de neve, transformando as Dolomitas em um dos principais destinos de esportes de inverno da Europa. A Dolomiti Superski, o maior complexo de esqui da Itália, oferece impressionantes 1.200km de pistas divididas em 12 áreas diferentes. A temporada de inverno geralmente vai de meados de novembro a meados de março.

Verão nas Dolomitas:

Durante os meses mais quentes, as montanhas revelam seus campos verdes e lagos azul-turquesa, criando uma paisagem deslumbrante. Em maio, os vales estão no auge da primavera, com flores coloridas em toda parte. Já no outono, a partir de setembro, ocorre um fenômeno chamado de “burning Dolomites”: o reflexo do sol nas rochas brancas cria uma incrível variedade de tons de vermelho e laranja.

Independentemente da estação, as Dolomitas oferecem paisagens deslumbrantes e uma variedade de atividades ao ar livre. A escolha da época certa para visitar depende do que você mais gosta e deseja vivenciar nesta região magnífica.

Por que não ir para as Dolomitas na baixa temporada?

Embora as Dolomitas sejam um destino incrível durante a alta temporada, é importante considerar alguns fatores ao planejar uma viagem durante a baixa temporada. Fora do verão e do inverno, as opções de atividades nas Dolomitas podem ser mais limitadas.

Por exemplo, em abril, não há neve suficiente para manter as estações de esqui abertas, mas ainda há neve demais para fazer trilhas. Além disso, muitas trilhas e estradas são interditadas, e vários hotéis e restaurantes fecham as portas. O mesmo ocorre entre outubro e novembro, quando a primeira neve está prestes a cair.

Assim, para quem deseja aproveitar as atividades de verão nas Dolomitas, a melhor época para viajar é entre o final de maio e o início de outubro. Durante esse período, as condições são ideais para caminhadas, escaladas, passeios de bicicleta e outros esportes ao ar livre.

Portanto, ao planejar sua viagem para as Dolomitas, leve em consideração as condições climáticas e a disponibilidade de atividades, para garantir uma experiência memorável e aproveitar ao máximo tudo o que essa região deslumbrante tem a oferecer.

ONDE FICAR NAS DOLOMITAS

Nas Dolomitas, a escolha de onde se hospedar é crucial para aproveitar ao máximo a região, especialmente considerando a distância entre as atrações e a natureza das estradas. A maioria das estradas é estreita, sinuosa e oferece vistas panorâmicas incríveis, o que pode levar a paradas frequentes para apreciar a paisagem e tirar fotos.

Para explorar as Dolomitas de forma abrangente, sugere-se uma estadia de pelo menos 5 dias. Durante esse período, é recomendável escolher duas bases principais: Cortina d’Ampezzo e Ortisei. Cortina d’Ampezzo, na província de Belluno, é uma excelente base para explorar a parte oriental das Dolomitas, com fácil acesso a locais como o Passo Falzarego e a área de esqui de Cortina. Já Ortisei, na província de Bolzano, é ideal para explorar a parte ocidental das Dolomitas, com proximidade a pontos de interesse como o Alpe di Siusi e o Passo Sella.

Para quem tem apenas 2 ou 3 dias, é aconselhável escolher uma das bases para otimizar o tempo de viagem. No entanto, se houver mais tempo disponível, dividir a hospedagem entre Cortina d’Ampezzo e Ortisei pode ser uma ótima opção, permitindo explorar ambas as regiões de forma mais tranquila e sem pressa.

Cortina d’Ampezzo

Cortina d’Ampezzo é uma das cidades alpinas mais famosas e sofisticadas das Dolomitas. Conhecida por sua estrutura bem organizada, a cidade atrai tanto os ricaços quanto os esquiadores de alta performance durante o inverno, sendo inclusive escolhida como sede das Olimpíadas de Inverno Milano Cortina 2026. Com um centro encantador, Cortina oferece uma variedade de restaurantes deliciosos, com opções para todos os bolsos.

Além disso, Cortina é uma excelente base para explorar algumas das principais atrações das Dolomitas, como o Lago di Braies, Tre Cime di Lavaredo, Lago di Misurina, Passo Gardena, Lago di Sorapis, Passo di Giau e Lago di Dobbiaco. Se hospedando no centro da cidade, é possível caminhar facilmente até bares e restaurantes, proporcionando uma experiência mais autêntica. Para aqueles que estão de carro, também há boas opções nos vales ao redor da cidade, oferecendo a oportunidade de desfrutar do ar puro e da vista das montanhas ao nascer do sol.

Descubra Dolomitas na Itália
Descubra Dolomitas na Itália Foto: Pinterest

Ortisei

Ortisei, localizada na província de Bolzano, é uma encantadora cidade alpina situada no coração do deslumbrante Val Gardena. Apesar de ser a principal cidade da região, Ortisei está cercada por várias pequenas cidades e vilarejos, todos oferecendo ótimas opções de acomodação.

Aqueles que escolhem se hospedar em Ortisei estarão em um ponto central para explorar diversas atrações nas proximidades, como Santa Magdalena em Val di Funes, a Igreja de San Giovanni a Ranui, o Passo Gardena, o Monte Seceda, o Alpe di Siusi e o Lago di Carezza.

Em comparação com Cortina, as acomodações em Ortisei tendem a ser um pouco mais econômicas, embora ainda possam ser consideradas de preço elevado. Para obter tarifas mais acessíveis, é possível se hospedar um pouco mais afastado do centro da cidade, onde a paisagem deslumbrante da região torna a estadia ainda mais especial.

Lago di Braies

O Lago di Braies, também conhecido como Pragser Wildsee em alemão, é indiscutivelmente um dos lagos mais bonitos da Itália, sendo também um dos mais famosos e visitados. Sua água, proveniente do degelo e dos sedimentos das rochas, possui um vibrante tom azul-turquesa, especialmente bonito quando visto dos barquinhos disponíveis para passeio.

No local, é possível desfrutar de diversas atividades, como trilhas, piqueniques, banhos e, é claro, passeios de barco. No entanto, é importante estar ciente de que o aluguel dos barcos não é muito barato, custando € 19 por 30 minutos.

Santa Magdalena em Val di Funes

Santa Magdalena em Val di Funes é um dos principais cartões postais das Dolomitas, na Itália, e um lugar imperdível para incluir no roteiro. Embora muitas pessoas se refiram ao local da foto simplesmente como “Val di Funes”, é importante destacar que Val di Funes é todo o vale situado no comune (município) de Funes, com 80 km² de extensão e composto por vários vilarejos. No entanto, é em Santa Magdalena (ou St. Maddalena) que se encontra a pitoresca paisagem.

No centro de Santa Magdalena está a Chiesa di Santa Maddalena, uma igrejinha encantadora. As melhores vistas da paisagem podem ser apreciadas a partir de uma pequena estrada privada chamada Magdalenaweg. Para chegar lá de carro, é possível estacionar no centrinho de Santa Magdalena e fazer o percurso caminhando, aproveitando para apreciar a beleza natural ao redor.

Igreja de San Giovanni a Ranui

Também localizada no Val di Funes, a pequena igreja de San Giovanni a Ranui, ou St. Johann in Ranui em alemão, oferece um cenário imperdível nas Dolomitas. Mesmo em um dia chuvoso, como o que eu peguei por lá, a igrejinha pitoresca impressiona. Nos dias de sol, a cadeia de montanhas rochosas ao redor reluz, criando um cenário ainda mais espetacular.

A igreja de San Giovanni a Ranui pode ser um pouco difícil de encontrar, pois está localizada dentro de uma propriedade privada e cercada. Por isso, é recomendável seguir as coordenadas do Google Maps para chegar até lá. A beleza e a tranquilidade deste local fazem valer a visita.

Tre Cime di Lavaredo

Para quem aprecia trilhas, o Tre Cime di Lavaredo oferece vistas épicas do topo das montanhas, proporcionando um visual até um pouco lunático. Embora seja um passeio altamente recomendado, não é ideal para crianças, pessoas com mobilidade reduzida ou para quem tem pouco tempo nas Dolomitas.

O percurso mais tradicional, que circunda os três picos, dura cerca de 3 a 4 horas e tem aproximadamente 10 km de extensão. Durante a trilha, há quatro estalagens onde é possível fazer uma pausa, comer algo e apreciar a paisagem. O nível de dificuldade é moderado, mas considerando o tempo de locomoção, o passeio quase consome um dia inteiro.

Para chegar ao Tre Cime di Lavaredo, há apenas um inconveniente: existe apenas um estacionamento na entrada do Parque, no Rifugio Auronzo, e a diária custa € 30. Aqueles que preferem não pagar o estacionamento podem pegar um ônibus de Cortina D’Ampezzo ou estacionar no Lago d’Antorno e fazer o percurso a pé, que possui 6 km de subida.

Dolomitas na Itália
Dolomitas na Itália Foto: Pinterest

Lago di Misurina

O Lago di Misurina, localizado nas Dolomitas, na Itália, é um lago grande e bonito, perfeito para relaxar entre um passeio e outro pela região. Em um dos lados do lago, há um gramado com algumas mesas para piquenique, e durante o verão, é possível alugar caiaques e pedalinhos para aproveitar a água.

Nos arredores do Lago di Misurina, há vários hotéis e restaurantes, mas o que realmente chama a atenção é um grande prédio amarelo que se destaca na paisagem. Muitos pensam que se trata de um resort, mas na verdade é um hospital especializado no tratamento de doenças respiratórias. A localização estratégica do hospital não é por acaso: o ar puro e fresco da região contribui significativamente para os tratamentos realizados ali.

E aí, o que achou de conhecer esse incrível destino localizado na Itália? Se o artigo foi útil para você, me conte nos comentários qual foi sua parte preferida, e se pretende conhecer em algum momento.

Não esqueça de acompanhar o Agora Viagem, para não ficar por fora de nenhuma novidade.

Perguntas Frequentes

O que são as Dolomitas na Itália?

As Dolomitas são uma cadeia de montanhas localizada no norte da Itália, conhecidas por sua beleza natural e formações rochosas únicas.

Quais são as atividades populares para os visitantes nas Dolomitas?

Algumas das atividades populares incluem caminhadas, escaladas, esqui, snowboard, mountain bike e passeios de carro pelas estradas panorâmicas.

Qual é a melhor época para visitar as Dolomitas?

A melhor época para visitar as Dolomitas depende das atividades que você deseja realizar. O inverno é ideal para esportes de neve, enquanto o verão é ótimo para caminhadas e outras atividades ao ar livre.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *