Pular para o conteúdo

Rota 66: Onde fica, O que fazer e Tudo sobre o incrível destino!

Avalie

No artigo de hoje, iremos conhecer um incrível destino, descubra tudo o que você precisa saber sobre a maravilhosa Rota 66.

A Rota 66, também conhecida como “Main Street of America,” é muito mais do que uma simples estrada. Ela personifica a essência da aventura americana, uma trilha lendária que serpenteia pelos Estados Unidos, entrelaçando-se com a história e a cultura do país de maneira inigualável. Ao longo de seus mais de 3.800 quilômetros de extensão, a Rota 66 encapsula o espírito da busca por liberdade, oportunidades e novas experiências que definem a América como nação.

Esta estrada icônica, que já foi o cenário de sonhos e desafios, continua a atrair viajantes de todas as partes do mundo, oferecendo uma visão panorâmica das paisagens, da comida, da música e das histórias que compõem o mosaico vibrante dos Estados Unidos. Neste texto, mergulharemos profundamente na história e na magia da Rota 66, explorando suas origens, seu apogeu e seu legado duradouro como uma das estradas mais emblemáticas do mundo. Prepare-se para uma viagem virtual pela “Rota Mãe” e descubra por que ela é muito mais do que apenas uma rodovia.

Onde fica a Rota 66?

A Rota 66, também conhecida como “Main Street of America” ou “Will Rogers Highway,” é uma lendária rodovia dos Estados Unidos que atravessa o país de leste a oeste. Ela se estende por cerca de 3.940 quilômetros, ligando a cidade de Chicago, no estado de Illinois, na região dos Grandes Lagos, à cidade de Santa Mônica, na Califórnia, à beira do Oceano Pacífico, na costa oeste dos Estados Unidos.

A Rota 66 passa por diversos estados americanos ao longo de seu percurso, incluindo Illinois, Missouri, Kansas, Oklahoma, Texas, Novo México, Arizona e Califórnia. Ela serpenteia por paisagens variadas, atravessando cidades pequenas, áreas rurais e desertos, proporcionando aos viajantes uma visão única da diversidade geográfica e cultural dos Estados Unidos. Embora a Rota 66 já não seja mais uma rodovia principal para viagens interestaduais, muitos trechos da estrada original ainda estão acessíveis e se tornaram atrações turísticas, permitindo que as pessoas revivam a mítica jornada ao longo desta histórica rota.

Rota 66
Rota 66 Foto: Pinterest

A história da Rota 66

A história da Rota 66 é uma narrativa fascinante que abraça o espírito da América, refletindo os desafios e triunfos de uma nação em constante evolução. Eis um resumo das principais fases da história desta lendária rodovia:

Origens (1920s):

A Rota 66 foi oficialmente estabelecida em 1926 como parte do sistema de rodovias dos Estados Unidos. Ela tinha como objetivo principal conectar o leste ao oeste do país, ligando Chicago, no Illinois, à cidade costeira de Santa Mônica, na Califórnia. Inicialmente, a estrada era de terra batida e cascalho, tornando as viagens longas e difíceis.

A Grande Depressão e a Rota da Fuga (1930s):

Durante a Grande Depressão da década de 1930, a Rota 66 desempenhou um papel crucial como a “Rota da Fuga”. Milhares de famílias desempregadas migraram para o oeste em busca de empregos nas fazendas e fábricas da Califórnia. A estrada se tornou um símbolo da esperança e da oportunidade.

A Era Dourada das Viagens (1940s e 1950s):

Após a Segunda Guerra Mundial, a Rota 66 floresceu como a principal rota para as viagens de lazer nos Estados Unidos. Os motéis, postos de gasolina, restaurantes e atrações ao longo da estrada prosperaram, criando uma cultura única e acolhedora para os viajantes. Canções, programas de televisão e filmes ajudaram a consolidar o status icônico da estrada.

Declínio e Desativação (1960s):

Com o advento das rodovias interestaduais, a Rota 66 começou a perder sua relevância como principal via de viagem de longa distância. Os viajantes optavam por rotas mais rápidas e diretas. A desativação gradual da Rota 66 como uma rodovia oficial começou na década de 1960.

Revivalismo e Reconhecimento Histórico (1980s até o presente):

Apesar de ter deixado de ser uma rota primária, a Rota 66 viu um ressurgimento na década de 1980, com o interesse crescente pelo turismo de estrada e a nostalgia pelas viagens do passado. Muitos trechos da estrada original foram preservados e restaurados. Em 1985, a Rota 66 foi oficialmente desativada como uma rodovia federal, mas suas memórias e histórias permanecem vivas até hoje.

A Rota 66 é muito mais do que uma simples estrada; ela é uma metáfora para a jornada americana, com seus altos e baixos, suas promessas e desafios. Ela continua a atrair entusiastas de viagens, historiadores e aventureiros de todo o mundo, que buscam explorar suas paisagens pitorescas, suas cidades icônicas e a rica herança cultural que esta rota deixou para trás. A história da Rota 66 é um tributo à perseverança, à inovação e à determinação do povo americano em face das mudanças e desafios do tempo.

Veja Também: Conheça Lagoa da Conceição

Primeiro McDonald’s do mundo

O primeiro restaurante McDonald’s do mundo, conhecido como “McDonald’s Original,” foi aberto em 15 de maio de 1940. No entanto, este restaurante original estava localizado em San Bernardino, Califórnia, e não tinha o formato de uma franquia de fast-food como conhecemos hoje.

Os irmãos Richard McDonald e Maurice McDonald fundaram o restaurante original como um drive-in chamado “McDonald’s Bar-B-Q”. Eles desenvolveram um sistema de preparação de alimentos eficiente e focado na produção em massa, o que permitiu servir hambúrgueres, batatas fritas e milk-shakes rapidamente aos clientes. Este sistema inovador é considerado o precursor do modelo de negócios de fast-food.

Em 1948, os irmãos McDonald reorganizaram seu restaurante e criaram o conceito de “Speedee Service System”, que foi uma versão aprimorada do sistema de produção rápida de alimentos. No entanto, o que conhecemos hoje como McDonald’s, com sua famosa marca dourada dos arcos dourados, foi fundado por Ray Kroc, que abriu seu primeiro restaurante McDonald’s franqueado em Des Plaines, Illinois, em 15 de abril de 1955. Este foi o início da expansão da marca McDonald’s e do sistema de franquias que se tornou uma das maiores redes de restaurantes de fast-food do mundo. Portanto, enquanto o restaurante original dos irmãos McDonald em San Bernardino foi o ponto de partida, foi a visão e o trabalho de Ray Kroc que transformaram o McDonald’s no que é hoje.

Conheça a Rota 66
Conheça a Rota 66 Foto: Pinterest

Cidade Fantasma na Califórnia

Uma cidade fantasma notável na Califórnia é Bodie. Localizada nas remotas montanhas da Sierra Nevada, Bodie era uma cidade mineira de ouro que atingiu seu auge durante a corrida do ouro da Califórnia no final do século XIX. No entanto, à medida que as minas de ouro foram se esgotando, a população de Bodie começou a diminuir gradualmente. A cidade foi abandonada durante o século XX, e hoje é um parque estadual preservado como uma cidade fantasma.

O que torna Bodie tão intrigante é o fato de muitos de seus edifícios e pertences terem sido deixados para trás, dando aos visitantes uma visão vívida da vida naquela época. As ruas poeirentas e os prédios de madeira bem preservados, repletos de utensílios domésticos antigos e objetos pessoais, fazem com que os visitantes sintam que estão voltando no tempo. Bodie oferece uma oportunidade única para explorar a história do Velho Oeste e a vida em uma cidade mineira do século XIX, tornando-a uma atração fascinante para os amantes da história e aventureiros.

Grand Canyon

O Grand Canyon é uma das maravilhas naturais mais impressionantes e icônicas dos Estados Unidos. Localizado no estado do Arizona, este desfiladeiro espetacular é uma maravilha geológica que se estende por centenas de quilômetros. As dimensões monumentais do Grand Canyon, que incluem profundidades de até mais de 1.800 metros, revelam camadas de rochas que representam milhões de anos de história geológica da Terra.

Este desfiladeiro incrível é parte do Parque Nacional do Grand Canyon, uma área protegida que oferece uma variedade de oportunidades para os visitantes explorarem sua beleza e grandiosidade. As margens sul e norte do Grand Canyon são as mais visitadas, cada uma com suas próprias características e atrações únicas. A margem sul é acessível durante todo o ano e oferece uma ampla gama de comodidades para os visitantes, incluindo trilhas para caminhadas, mirantes panorâmicos, centros de visitantes e acomodações. A margem norte, mais remota e com uma temporada de visitação mais curta devido à neve no inverno, proporciona uma perspectiva diferente do cânion e é menos movimentada.

Além das vistas espetaculares, o Grand Canyon também é um local de significado cultural para várias tribos indígenas, incluindo os Havasupai, Hualapai, Navajo e Hopi. Eles têm uma relação profunda e espiritual com essa terra, e suas tradições culturais e históricas estão entrelaçadas com o cânion.

Os visitantes podem explorar o Grand Canyon de várias maneiras, seja através de caminhadas pelas trilhas que descem até o fundo do cânion, passeios de mula, rafting no rio Colorado, passeios de helicóptero ou simplesmente apreciando o espetáculo natural das cores em constante mudança do cânion durante o pôr do sol e o nascer do sol.

Roy’s Motel & Café e Cratera Amboy

Roy’s Motel & Café é um marco icônico na cidade de Amboy, localizada na Rota 66. Fundado por Roy Crowl em 1938, o estabelecimento oferece uma visão nostálgica das paradas de beira de estrada ao longo da lendária rodovia. Com sua icônica placa de neon e arquitetura retrô, Roy’s tornou-se um símbolo da Rota 66. Embora tenha passado por altos e baixos ao longo dos anos, a estrutura e a placa de neon foram restauradas, e hoje Roy’s continua a ser uma atração para viajantes que desejam experimentar a nostalgia da Rota 66.

A Cratera de Amboy é outro destaque notável nas proximidades. Esta é uma cratera de cinder cone vulcânico que se formou há cerca de 6.000 anos. Ela é parte do vasto campo vulcânico de Amboy, que é visível na paisagem desértica. Os visitantes podem caminhar até a borda da cratera e apreciar as vistas panorâmicas da paisagem desértica circundante. A Cratera de Amboy é uma lembrança do passado geológico turbulento da região e oferece uma experiência única para aqueles que exploram a área.

Veja Também: Conheça Piranhas em Alagoas

Seligman e Peach Springs

Descubra tudo sobre A Rota 66
Descubra tudo sobre a Rota 66 Foto: Pinterest

Seligman é frequentemente chamada de “A Capital da Rota 66”. Essa pequena cidade preservou muito do charme e da nostalgia da era dourada da Rota 66. Ao visitar Seligman, os viajantes são transportados de volta no tempo para a década de 1950, com suas placas de neon coloridas, postos de gasolina retrô e lojas de souvenires temáticas. Ela desempenhou um papel importante na preservação da memória da Rota 66 e atrai entusiastas de viagens de todo o mundo. O Snow Cap Drive-In, um famoso restaurante e lanchonete, é uma atração icônica em Seligman, conhecido por seu humor e estilo únicos.

Peach Springs, por sua vez, é a sede da Tribo Hualapai, uma nação indígena americana. Ela é a porta de entrada para uma das atrações naturais mais espetaculares do Arizona, o Grand Canyon West. Aqui, os visitantes podem acessar o Grand Canyon pela área do Grand Canyon Skywalk, uma plataforma de vidro suspensa que oferece vistas incríveis do desfiladeiro. A Tribo Hualapai opera essa atração e oferece passeios guiados pelo Grand Canyon, permitindo que os visitantes experimentem a beleza do cânion a partir de perspectivas únicas.

E aí, o que achou de conhecer esse incrível destino localizado nos Estados Unidos? Se o artigo foi útil para você, me conte nos comentários qual foi sua parte preferida, e se pretende conhecer em algum momento.

Não esqueça de acompanhar o Agora Viagem, para não ficar por fora de nenhuma novidade.

Perguntas Frequentes

Qual é a extensão total da Rota 66?

A Rota 66 tem uma extensão total de aproximadamente 3.940 quilômetros (2.448 milhas), estendendo-se de Chicago, Illinois, até Santa Mônica, Califórnia.

Por que a Rota 66 é frequentemente chamada de “Main Street of America”?

A Rota 66 é chamada de “Main Street of America” devido ao seu papel histórico como uma das principais rodovias dos Estados Unidos, ligando várias comunidades e cidades ao longo de seu percurso. Ela se tornou um símbolo da busca pela liberdade e oportunidade durante a Grande Depressão e desempenhou um papel importante na conexão das costas leste e oeste dos Estados Unidos.

Quando a Rota 66 foi oficialmente desativada como uma rodovia federal?

A Rota 66 foi oficialmente desativada como uma rodovia federal em 1985, quando a Interstate Highway System moderna a substituiu em grande parte como rota primária para viagens interestaduais. No entanto, muitos trechos da estrada original ainda estão acessíveis e preservados como atrações turísticas e históricas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *